"A descoberta consiste em ver
o que todo mundo viu e pensar o que ninguém pensou." - A. Szent-Gyorgyi


codigo aqui

24/03/2011

Vida na Terra e em Marte podem ter origens em comum

Provas consistentes de que Marte pode ter sido muito mais do que um planeta vazio e sem vida nos levam a perguntar sobre seu passado. Um grupo de cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, conhecido como MIT, vem desenvolvendo um instrumento para analisar a possível existência de organismos vivos com genes comuns em Marte e na Terra.

Com suspeitas de que a Terra poderia ter sido bombardeada por meteoritos recheados de material compativel com a vida, projetos como esse vem ganhando ainda mais destaque no meio científico. [Link]

O astrobiólogo Christopher McKay, do Centro de Pesquisa da Nasa-Ames, na Califórnia, afirmou: "É plausível que a vida em Marte esteja relacionada com a vida na Terra e, portanto, compartilhemos genética".

Saiba mais, leia nossos artigos anteriores clicando em:
O aparelho desenvolvido pela equipe do MIT, chefiado pelos pesquisadores Christopher Carr e Clarisa Lui, será desenvolvido para recolher amostras do solo marciano e isolar micróbios existentes ou restos de micróbios, para depois separar o material genético e analisar as sequências genéticas.

Posteriormente, estas seqüências seriam comparadas para buscar sinais de padrões quase universais entre todas as formas de vida conhecidas.

Embora reconheça que é uma pesquisa "a longo prazo", Carr indicou que, já que "poderíamos estar relacionados com a vida em Marte, pelo menos deveríamos ir e ver se existe vida relacionada com a nossa".

Fonte