"A descoberta consiste em ver
o que todo mundo viu e pensar o que ninguém pensou." - A. Szent-Gyorgyi


codigo aqui

25/01/2012

Objetos voadores e armas químicas há cinco mil anos no Mahabharata

O poema épico da Índia antiga conhecido como Mahabharata é mais antigo e volumoso que a Bíblia. Nele estão descritas histórias intrigantes como a das Vimanas, máquinas voadoras, movidas a mercúrio e forte vento propulsor, que voavam em grandes altitudes. Armas com a capacidade de fazer com que um exército inteiro temesse os efeitos que conhecemos hoje como radiação.

As Vimanas podiam vencer grandes distâncias, mover-se de baixo para cima, de cima para baixo e de trás para frente. Veículos espaciais com uma dirigibilidade de causar incrível. A citação abaixo baseia-se na tradução de N. Dutt, Inglaterra, 1891:

"... Por ordem de Rama, o carro maravilhoso subiu com
enorme estrondo para uma montanha de nuvens..."

"... Bhima voou com sua Vimana num raio imenso, que
tinha o clarão do sol e cujo ruído era como o trovejar
de um temporal..." ( C.Roy,1889 ).

No Mahabharata é possível encontrar indicações muito precisas do que realmente acontecia nos conflitos. Armas com capacidade de matar tudo que era vivo, causando queda e unhas e cabelo. Uma referência direta a um tipo de arma química muito parecida com armas as nucleares de hoje.

Saiba mais sobre os mistérios do Mahabharata e os indícios de tecnologia avançada no passado  - Confira: