"A descoberta consiste em ver
o que todo mundo viu e pensar o que ninguém pensou." - A. Szent-Gyorgyi


codigo aqui

10/11/2009

Sonda europeia revela grandes rachaduras em vale marciano

Praticamente não existem mais dúvidas de que a água já correu abundantemente no planeta Marte. Agora, novas imagens captadas pela sonda europeia Mars Express reforçam ainda mais essa possibilidade, mostrando diversas rachaduras criadas pela erosão da água sobre o terreno marciano.

As imagens foram obtidas pela câmera estereográfica de alta resolução HRSC, e fazem parte de um recorte que cobre uma faixa de 225 x 95 km, de aproximadamente 21 mil quilômetros quadrados. Centrada sobre as coordenadas 12N e 285 E, a cena mostra uma região conhecida por Kasei Valles, a oeste de Sacra Fossae, não vista na imagem. Cada pixel corresponde a 21 metros na superfície do planeta.

A paisagem acima apresenta a porção superior do recorte, onde se nota em primeiro plano uma grande cratera de impacto com 35 km de diâmetro, além do limbo oriental de Kasei Valles e a fronteira oeste do platô Lunae Planum. Na cena, toda a borda sudoeste da cratera aparece fortemente erodida, provavelmente por antigos fluxos de água que corriam a partir da região de Echus Chasma, a 850 km de distância, visto no mapa abaixo. Diversas zonas de fraturas com mais de 10 km de largura também são vistas na região.

Kasei Valles é um dos maiores vales da superfície de Marte. Tem cerca de 3 mil quilômetros comprimento e se estende desde a bacia Chryse Planitia, ao norte da cena, até a parte sul de Echus Chasma.

Fonte: Apolo11.com