"A descoberta consiste em ver
o que todo mundo viu e pensar o que ninguém pensou." - A. Szent-Gyorgyi


codigo aqui

28/10/2009

Ares I-X é lançado com sucesso para teste de desempenho

Foguete de Nasa inaugura nova geração de naves espaciais. Ele deve se tornar operacional daqui a no mínimo 5 anos.
O protótipo do foguete Ares I-X foi lançado nesta quarta-feira (28) às 13h30 (hora de Brasília) para um curtíssimo (e caríssimo) voo-teste. Em sua estrutura, cerca de 700 sensores registraram dados que serão fundamentais para aprimorar o projeto do equipamento que vai suceder os ônibus espaciais em missões orbitais e, se houver orçamento para isso, levará a cápsula Orion, tripulada, para a Lua.

O Ares é crucial no Programa Constellation da Nasa, de retorno de missões tripuladas à Lua por volta de 2020. Mas, antes disso, já terá uma função mais "singela": levar astronautas para a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês). Em 2010 a frota de ônibus espaciais será desativada. O problema é que o Ares só deve estar pronto entre 2015 e 2020. Assim, por pelo menos cinco anos os americanos vão depender, principalmente, de "caronas" em naves russas Soyuz para chegar ao complexo orbital.


A questão agora é: "Será que haverá fôlego orçamentário para tocar o projeto adiante?!"
Acho que não!

Copiado religiosamente do G1